sábado, 6 de agosto de 2016

IASD-MR Dita Regras Sexuais Não Bíblicas a Seus Membros

Cuidado ao entrar para a Igreja Adventista do Sétimo Dia Movimento de Reforma, pois a mesma dita regras sexuais para seus membros baseados nos antigos ritos do santuário celestial.

Todos os cristãos da nova dispensação sabem que o véu do santuário se rasgou na morte de Cristo e assim foram abolidas todas aquelas regras que existiam sobre os rituais do templo. Também foram abolidas as festas e reuniões dedicados ao templo. Depois da morte de Cristo houveram muitas mudanças, mas o povo reformista ignora totalmente o que realmente foi

sábado, 2 de julho de 2016

Duas igrejas da Reforma a partir de 1951 - um estudo exaustivo

Nesse post você vai encontrar vários link que falam sobre a separação do Movimento de Reforma em 1951 e suas  duas tentativas de reconciliação.

Quando criei esse blog minha intenção era contar a história da separação movimento reformistas em 1951 e mostrar os documentos que tinha em mãos, mas no decorrer do estudo percebi o quanto equivocado eles se encontram ao não terem o espírito de Cristo e alimentarem tão grande rivalidade e oposição entre si. Suas obras depõem contra o que professam ser. Espero sinceramente que vejam a verdade ao se aprofundarem nesse estudo.

A divisão da reforma em 1951. Duas organizações distintas.

Eis uma breve explicação do que sucedeu na Assembléia Geral em 1951, na Holanda, segundo os documentos que expediram e de que temos cópias.

O Movimento de Reforma viveu até 1951 num ambiente de discórdia e desarmonia. Quem já leu o “Livro do Pecado” (reformista) sabe muito bem como a história da Reforma até aquele ano foi uma história marcada por lutas e dissidências.

sábado, 10 de outubro de 2015

Terceiro caso de texto falsificado pela Igreja da Reforma

Já publiquei aqui no blog dois estudos falando sobre esse tema, mas pelo visto, essa questão da falsificação de textos atribuídos a Ellen White ou mesmo a líderes pioneiros adventistas é recorrente na igreja da reforma.

Hoje eu trago para meus leitores e estudiosos da verdade sobre o movimento de reforma mais uma mentira e engano propagado por um século a seus membros por esse falso movimento reformatório.

domingo, 26 de abril de 2015

Outro Texto de Ellen White Adulterado pela Igreja ASD Movimento de Reforma

Desta vez o absurdo foi cometido no livro "O Maior Discurso de Cristo" cujo nome em inglês é "Thoughts from the Mount of Blessing". No qual os reformistas traduziram e mudaram o original para uma tradução que os beneficiassem em suas doutrinas contrárias a Bíblia e aos Testemunhos.

A imagem acima mostra quatro capas diferentes do mesmo livro. Duas capas do livro produzido pela igreja Adventista e as duas versões do mesmo livro produzidos pelos reformistas com o texto modificado.

terça-feira, 21 de abril de 2015

40 Perguntas aos Pastores da Igreja Adventista do 7º Dia - Movimento de Reforma Sobre Pecado Original

Em 2011 comecei a estudar sobre a mensagem de Waggoner e Jones em 1888 que a igreja da Reforma tanto fala que foi o divisor de águas e o estágio embrionário do movimento deles. Mas ao estudar as doutrinas por eles pregadas percebi as incoerências dos reformistas. 

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Ellen White não é uma “Segunda Bíblia”

Estudo retirado do site Novo Tempo e publicado por Leandro Quadros.

1 Crônicas 29:29
Fico impressionado com tamanha desinformação que se espalha no mundo religioso a respeito das crenças dos Adventistas do Sétimo Dia. Uma das acusações que mais recebo é a de que “os sabatistas fazem de Ellen White uma segunda Bíblia”. Fico triste em ver que muitos irmãos preferem dar crédito à informações de “terceiros” ao invés de irem “direto na fonte”.

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Os 144 mil são literais ou simbólicos?

Estudo que refuta a resposta a objeção nº 17 da página 113 a 115 do livro "O selamento do povo de Deus" de A. C. Sás da editora Vida Plena, pertencente a igreja Adventista do Sétimo Dia Movimento de Reforma.

Há alguns anos atrás fui fazer um estudo com um adventista sobre os 144 mil e grande foi minha surpresa ao perceber que não tinha provas contundentes que apoiassem a ideia da literalidade. E hoje eu vejo o quanto o povo da reforma me

domingo, 5 de outubro de 2014

O adventista pode votar? Um estudo baseado em Ellen G. White e na Bíblia.

Segundo o movimento de reforma a igreja não pode deixar seus membros votarem e o cristão não deve participar nas decisões do país onde mora. Para eles isso é pecado e questão de doutrina. Nesse estudo visamos esclarecer se realmente é pecado votar e ainda se a igreja tem direito de proibir o membro de participar de eleições ou ser político.

sábado, 27 de setembro de 2014

Textos de Ellen G. White mal interpretados pelos "Reformistas"

Os movimentos reformistas como o de 1914, 1951, etc., são mestres em torcer e aplicar de maneira errônea textos da Bíblia e do Espírito de Profecia, para darem ar de crédito às suas ideias. Eles usam os escritos de Ellen White de uma maneira errada para acusarem a IASD. Em muitas citações onde a irmã White dá aconselhamentos e mesmo repreensões à Igreja, em determinados momentos, os reformistas usam estes textos para demonstrar que Deus rejeitou a IASD. Usam os textos fora do seu contexto de forma até absurda... Vejamos alguns exemplos:

sábado, 20 de setembro de 2014

9 Perguntas Feitas pelos Adventistas que o Movimento de Reforma não Respondeu em Friedensau

"L. R. Conrad — Agora temos algumas perguntas à Associação Geral, as quais apresento aqui.

1ª pergunta: Nossa direção falhou ao tolerar o serviço militar de nossos irmãos em tempo de paz e a freqüência de nossos filhos às escolas no Sábado?

É preciso ter em conta que todos estavam animados do vivo desejo de conseguir, dentro do possível, o Sábado livre para ambas as partes. Nossos irmãos permaneceram encarcerados durante anos, não porque se negassem a prestar o serviço militar, mas por desejarem ter o Sábado

domingo, 14 de setembro de 2014

Estudo sobre Casamento, Divórcio e Novo Casamento

A discussão entre adventistas quanto ao divórcio e novas núpcias remonta ao início da história da IASD, por ocasião da organização de sua primeira associação. No entanto, uma posição da instituição sobre o assunto só definiu-se em tempos mais recentes. Diante disso, vê-se como pertinente uma compreensão da postura da IASD sobre a questão em suas primeiras décadas, por meio do posicionamento de Ellen G. White expresso em seus escritos. Este artigo discorre sobre a posição de Ellen G. White a respeito de casamento, divórcio e novo casamento. Descreve sucintamente sua visão sobre a natureza e preparo para o matrimônio e procura sistematizar os conselhos dados por ela às famílias que se depararam com essas situações.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...