domingo, 20 de agosto de 2017

Qual a principal missão dos Adventistas da Reforma - IASDMR?

Quero nesse estudo mostrar definitivamente para todos os interessados que a igreja Adventista do Sétimo Dia - Movimento de Reforma ensina que sua principal missão é tirar os membros da igreja Adventista e levá-los para sua pretensa reforma.

Em seu livro "A mensagem de Deus ao povo do advento" eles fazem várias afirmações semelhantes sobre serem os escolhidos e o povo remanescente que fala na Bíblia contrariando assim os escritos de Ellen White.

Na página 3 de seu estudo "Reorganização em Laodiceia" eles afirmam que acreditar que a reforma profetizada será dentro da igreja Adventista está enganado. Confiram o texto abaixo.


Na página seguinte ainda relatam sua abusada atitude em perseguir a igreja Adventista do Sétimo Dia dizendo que como única igreja que está tapando a brecha tem o dever de denunciar as apostasias da denominação de onde saíram e ainda afirmam que se não pregaram aos adventistas primeiro cometem um erro.



E é baseado no mesmo argumento que os reformistas usam para atacar a igreja Adventista que eu faço esse blog. Quando pessoas entram aqui dizendo que não devo falar sobre os erros doutrinários da Reforma lembrem-se que sua igreja escreveu em um livro dizendo que podem sim combater a apostasia da igreja alheia e se eles tem esse direito, as outras também o tem.

Agora quero que vejam as citações que eles usam de Ellen White falando da reforma profetizada e comparem com a história já publicada sobre eles se são realmente o tal movimento de reforma que Ellen White profetizou.

Vejam o que ela diz nos textos citados: "... quando esta reforma começar, o espírito de oração atuará em cada crente e banirá da igreja o espírito de discórdia e luta. Os que não têm estado a viver em comunhão cristã, chegar-se-ão uns aos outros em contato íntimo... não haverá confusão, pois todos estarão em harmonia com o Espírito..." 3TS 254, 255. Podemos notar que o que foi profetizados sobre o movimento de reforma não condiz com as práticas adotados até o dia de hoje pela tal igreja da Reforma. Se formos comparar a história de brigas pelo poder e contendas dentro da igreja da Reforma veremos que tal movimento não tem nada a ver com a profecia de Ellen White. Na verdade essa igreja é uma falsa reforma profetizada. Ellen White falou sobre isso.

"Quando homens se levantam, pretendendo ter uma mensagem de Deus, mas em vez de combaterem contra os principados e potestades, e os príncipes das trevas deste mundo, eles formam um falso esquadrão, virando as armas de guerra contra a igreja militante, tende medo deles. Não possuem as credenciais divinas. Deus não lhes deu tal responsabilidade no trabalho. Eles desejam derrubar aquilo que Deus deseja restaurar pela mensagem de Laodiceia. Ele só fere para poder curar e não para fazer perecer. O Senhor não confere a nenhum homem uma mensagem que desanimará e desacoroçoará a igreja. Ele reprova, censura, castiga; mas é apenas para poder restaurar e aprovar afinal." Testemunhos para ministros, pág. 22, 23.

Em seu estudo tem a audácia de afirmarem que o ensino de que os membros apostatados serão sacudidos para fora da organização é um fábula agradável e sem apoio escriturístico. Sendo que existe os textos bem claros de Ellen White falando sobre o tema. Insistem na ideia de que a sacudidura tem duas fases, uma quando eles saíram da igreja e outra quando os infiéis que estão entre eles saem da sua igreja. Ou seja, para eles o ensino de que a sacudidura tira o infiel da igreja é válido, mas para a igreja adventista cuja profeta ajudou a fundar e morreu membro, não.

Também afirmam que ninguém pode começar um movimento de reforma fora da sua igreja.




Nesse estudo reformista tem uma parte interessante onde falam do fanatismo e se auto descrevem. Todos podem conferir abaixo a descrição do fanático religioso segundo alguns textos extraídos dos escritos de Ellen White:

“Os fanáticos podem ser identificados por suas atitudes. Geralmente apresentam espírito acusador (2ME 66), um falso zelo (5T 305), pretensa piedade (2ME 27), uma justiça própria altamente desenvolvida (2T 555), caráter arrogante e ditatorial (2ME 27), maneiras ásperas (2T 555), atitudes atrevidas e insolentes (2T 555), confusão de sentidos (2ME 36), mente desequilibrada (2ME 64). Sua religião é condimentada com excentricidades e esquisitices (2T 553), fazem mau uso das Escrituras e dos Testemunhos (2ME 44-46, 65), não possuem verdadeiro senso do exaltado caráter da obra de Deus (2T 553), passam por alto as grandes verdades da Palavra de Deus para se deterem em questões de menor relevância (OE 313). Entretanto, uma obra genuína não deve ser estigmatizada como fanatismo." 

Outra parte interessante está na página 18 do referido estudo dos reformistas. Lá eles escreveram que os fiéis que ainda se encontram na igreja Adventista lamentam porque se encontra na igreja orgulho, avareza, egoísmo e engano quase de toda espécie, dando a entender que na igreja deles não tem ninguém avarento, egoísta ou orgulhoso. Eu sinceramente fico encabulada com tamanha falta de discernimento que os fazem totalmente cegos para os próprios pecados ao ponto de escreverem um livro para condenar uma igreja por ter pecados que exitem nela também.

As pérolas do estudo reformista ainda não acabaram. Na página 19 eles afirmam que uma reforma sem contenda é impossível. Bem diferente do que lemos nos escritos de Ellen White. Como na história deles o que mais se vê é contenda, é claro, que não poderiam concordar que a reforma profetizada por Ellen White é um movimento pacífico.

Vejam como esse falso movimento de reforma contradiz o que diz Ellen White: "Quando um irmão recebe nova luz sobre as Escrituras, deve expor francamente sua maneira de entender, e todo ministro deve investigar as Escrituras com espírito de singeleza, a fim de ver se os pontos apresentados podem ser corroborados pela palavra inspirada. “E ao servo do Senhor não convém contender, mas sim ser manso para com todos, apto para ensinar, sofredor; instruindo com mansidão os que resistem, a ver se porventura Deus lhes dará arrependimento para conhecerem a verdade.” 2 Timóteo 2:24, 25. Testemunhos para Ministros, pág. 31

Na página 21 podemos conferir o motivo que os leva excluir seus membros por pequenos deslizes ou motivos banais. Segundo eles: "Se o joio maduro e seus frutos profanos não são removidos, rapidamente se multiplicam e logo se tornam a maioria na igreja e assumem o controle. E esta é a condição da igreja Adventista do Sétimo Dia até o fim do tempo."

Já nas páginas 22 e 23 vemos que eles tem uma ideia errônea sobre conviver com os pecadores. segundos eles, "o fiel povo de Deus deve separar-se do pecado e dos pecadores para que possam receber a chuva sêrodia..." e ainda, " O selo de Deus será somente para os que estão separados do pecado e dos pecadores."


Eles falam que as falsas reformas são organizações da verdade para o erro. Nisso eles tem razão, mas esquecem que suas doutrinas não são as originais da igreja adventista. Uma coisa que deve ficar bem clara a todo adventista que esteja interessado na verdade é que a igreja Adventista nunca em toda sua história foi contra o novo casamento em caso de adultério, nunca fez prova de comunhão quanto ao vestuário ou carne limpas e que nunca proibiu seu membros de servirem ao exército em tempo de paz ou guerra. Todas essas doutrinas nunca foram mudadas pela igreja e que as acusações feitsa a igreja pela reforma são um monte de mentiras. Qualquer pessoa que estude a história da igreja Adventista com sinceridade vai descobrir que quem mudou sua doutrina foi a reforma. Foi ela que inventou a proibição do novo casamento, ela que faz prova de comunhão quanto ao vestido das mulheres e a ser vegetariano. Ela também inventou a doutrina de que somente membros podem tomar santa ceia e do cálice único na mesma. Todas essas doutrinas são invenções reformistas no intuito de serem mais santos e nessa busca por reforma, reformaram as doutrinas, caindo assim no erro e verdadeiramente apostatando da fé.

Por fim, vou deixas aqui para todos verem como se justificam para atacar a igreja Adventista.


Agora podem comparar a missão da igreja adventista em contraste com a da reforma.

"A missão da Igreja adventista do Sétimo Dia é proclamar a todas as pessoas o evangelho eterno no contexto das três mensagens angélicas de Apocalipse 14:6-12, levando-os a aceitar Jesus como seu Salvador pessoal e a unir-se à Sua igreja, ajudando-os a preparar-se para a Sua breve volta." http://www.adventistas.org.pt/quem-somos/a-nossa-missao

Em contraste temos a da reforma que diz: 

"Os poucos fiéis precisam fazer então o que creem ser correto de acordo com a Palavra de Deus, sem pedir o consentimento da igreja. Devem denunciar as apostasias da denominação e dar início a uma reforma. Eles não têm outra opção compatível com a vontade de Deus. Um movimento reformatório é sempre o resultado de uma franca apostasia da igreja-mãe. Esta relação de causa e efeito deve ser declarada em termos inequívocos. E, normalmente os reformadores têm de ir “antes às ovelhas perdidas da casa de Israel.” Mateus 10:6. De outra maneira, a pregação adventista da tríplice mensagem às igrejas protestantes, desde 1844, seria um erro." Estudo 12Reorganização em Laodiceia, pág. 5

Não se enganem com a reforma, eles querem passar uma imagem de santos mas na verdade são lobos disfarçados. Sua principal missão é tirar adventistas incautos do caminho da verdade. Suas igrejas em sua maioria são construídas por membros que eles tiraram da igreja adventista. No livro sobre a história deles todas as sua primeiras igrejas começaram com membros tirados da igreja adventista. Seu alvo principal é a igreja adventista e não o mundo. A missão deles na terra não é levar o evangelho ao mundo, mas retirar membros da igreja que está fazendo o trabalho de evangelismo. Tenham muito cuidado com a igreja da reforma. Escrevo esse artigo para ajudar os irmãos que ainda não conhecem esses movimentos dissidentes que vivem de pescar no aquário.


Deixo o link do estudo reformista para que possam fazer o download e lerem com calma as barbaridades escritas por esses pretensos reformadores que mais distorcem a verdade do que a ensinam.




6 comentários :

  1. Como uma igreja que tem tão poucos membros e está em tão poucos países se considera a igreja verdadeira? Quantos séculos eles levariam para evangelizar todo o mundo? Os reformistas deveriam refletir sobre isso...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eles acreditam que na chuva serôdia vão conseguir entrar nos países que hoje ainda não alcançaram. Eles acreditam que a chuva serôdia (o 4º anjo) ou o anjo de apocalipse 18 vai fazer o serviço que não conseguiram cumprir até o dia de hoje.

      Excluir
    2. Sim sem o Espírito santo será impossível a conclusão da obra

      Excluir
  2. Muito conveniente da parte deles. Gostaria que me mostrassem aonde está escrito isso no Espírito de Profecia.

    ResponderExcluir
  3. Silvana.
    vc tá errada.
    O objetivo da Reforma é levar o evangelho ao mundo, coisa q a iasd esta falhando, isto é, estão levando um evangelho q está longe do q tá escrito na Bblia e testemunhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei como a IASD está falhando em salvar almas... De quatro anos pra cá batizados mais de um milhão de pessoas. Recomendo você assistir aos programas "Missão 360" e "Fé em ação" da TV Novo Tempo, lá você verá como a IASD está levando o evangelho. A igreja de Deus não tem como ser perfeita como vocês acham, isso porquê nós somos pecadores falhos, não existe perfeição antes do céu, isso é utopia espiritual. Que o SENHOR te abençoe.

      Excluir

Ao fazer seu comentário lembre-se de falar sobre o tema da postagem e não coloque endereços de outros sites e blogs. Não publico comentários que não estejam de acordo com as regras.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...