quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Os 144 mil são literais ou simbólicos?

Estudo que refuta a resposta a objeção nº 17 da página 113 a 115 do livro "O selamento do povo de Deus" de A. C. Sás da editora Vida Plena, pertencente a igreja Adventista do Sétimo Dia Movimento de Reforma.

Há alguns anos atrás fui fazer um estudo com um adventista sobre os 144 mil e grande foi minha surpresa ao perceber que não tinha provas contundentes que apoiassem a ideia da literalidade. E hoje eu vejo o quanto o povo da reforma me
enganou até nisso. Estudando a bíblia e o livro do Uriah Smith sobre o apocalipse descobri que esse número é simbólico e mais uma vez os adventistas estão certos em acusar a reforma de ser uma falsa reforma.

Leia os versos da Bíblia que falam sobre o assunto:

Apocalipse 7
1 E DEPOIS destas coisas vi quatro anjos que estavam sobre os quatro cantos da terra, retendo os quatro ventos da terra, para que nenhum vento soprasse sobre a terra, nem sobre o mar, nem contra árvore alguma.
2 E vi outro anjo subir do lado do sol nascente, e que tinha o selo do Deus vivo; e clamou com grande voz aos quatro anjos, a quem fora dado o poder de danificar a terra e o mar,
3 Dizendo: Não danifiqueis a terra, nem o mar, nem as árvores, até que hajamos assinalado nas suas testas os servos do nosso Deus.
4 E ouvi o número dos assinalados, e eram cento e quarenta e quatro mil assinalados, de todas as tribos dos filhos de Israel.
5 Da tribo de Judá, havia doze mil assinalados; da tribo de Rúben, doze mil assinalados; da tribo de Gade, doze mil assinalados;
6 Da tribo de Aser, doze mil assinalados; da tribo de Naftali, doze mil assinalados; da tribo de Manassés, doze mil assinalados;
7 Da tribo de Simeão, doze mil assinalados; da tribo de Levi, doze mil assinalados; da tribo de Issacar, doze mil assinalados;
8 Da tribo de Zebulom, doze mil assinalados; da tribo de José, doze mil assinalados; da tribo de Benjamim, doze mil assinalados. 
9 Depois destas coisas olhei, e eis aqui uma multidão, a qual ninguém podia contar, de todas as nações, e tribos, e povos, e línguas, que estavam diante do trono, e perante o Cordeiro, trajando vestes brancas e com palmas nas suas mãos;
10 E clamavam com grande voz, dizendo: Salvação ao nosso Deus, que está assentado no trono, e ao Cordeiro.
11 E todos os anjos estavam ao redor do trono, e dos anciãos, e dos quatro animais; e prostraram-se diante do trono sobre seus rostos, e adoraram a Deus,
12 Dizendo: Amém. Louvor, e glória, e sabedoria, e ação de graças, e honra, e poder, e força ao nosso Deus, para todo o sempre. Amém.
13 E um dos anciãos me falou, dizendo: Estes que estão vestidos de vestes brancas, quem são, e de onde vieram?
14 E eu disse-lhe: Senhor, tu sabes. E ele disse-me: Estes são os que vieram da grande tribulação, e lavaram as suas vestes e as branquearam no sangue do Cordeiro.
15 Por isso estão diante do trono de Deus, e o servem de dia e de noite no seu templo; e aquele que está assentado sobre o trono os cobrirá com a sua sombra.
16 Nunca mais terão fome, nunca mais terão sede; nem sol nem calma alguma cairá sobre eles.
17 Porque o Cordeiro que está no meio do trono os apascentará, e lhes servirá de guia para as fontes das águas da vida; e Deus limpará de seus olhos toda a lágrima.

O ponto principal da questão é: o número dos 144 mil 
é ou não literal.  O pior é que nenhum reformista sabe, essa é a verdade. E para piorar se apegam aos seus erros como verdades inamovíveis mesmo que seja óbvio que estejam errados.

"Algumas pessoas devotam suas crenças na instituição religiosa como se ela fosse à depositária da sabedoria divina e qualquer pessoa que não crer conforme as regras doutrinárias de tais religiões são expulsas de seus meios por ser uma erva daninha, mas os que estão dispostos a terem freios nos narizes a semelhança de gado não conseguem ver a beleza dos ensinamentos da Palavra de Deus."

Veremos agora a verdade!

Falei com uma amiga que é matemática e perguntei se é possível fazer um quadrado perfeito com 144.000 pessoas e ela disse que NÃO! Então como Ellen White viu os cento e quarenta e quatro mil em quadrado perfeito se matematicamente falando isso não é possível? E agora? Ellen nesse caso também não tava inspirada pelo Espírito Santo quando escreveu isso e também quando teve a visão?

A visão de Ellen White

Todos nós entramos na nuvem, e estivemos sete dias ascendendo para o mar de vidro, aonde Jesus trouxe as coroas, e com Sua própria destra as colocou sobre nossa cabeça. Deu-nos harpas de ouro e palmas de vitória. Ali, sobre o mar de vidro, os 144.000 ficaram em quadrado perfeito. Alguns deles tinham coroas muito brilhantes; outros, não tanto. Algumas coroas pareciam repletas de estrelas, ao passo que outras tinham poucas. Todos estavam perfeitamente satisfeitos com sua coroa."Primeiros Escritos, pág. 16, 3º paragrafo.

Se não é possível formar um quadrado perfeito com o número 144. 000 literal é ÓBVIO que Ellen White viu outro número de salvos entre essa classe especial que passaram pela grande tribulação, pois ou Ellen mentiu ou a reforma está errada, eu prefiro a última hipótese.

E é claro que podem formar qualquer "quadrado perfeito" se tiverem o número correto para isso. O mesmo se dá com 144, 14.400, 1.440.000 ou 144.000.000. Agora formar um quadrado PERFEITO com 144.000 não tem como, porque esse número segundo as leis matemáticas não forma um quadrado perfeito. 

Veja a definição de quadrado perfeito retirado do site www.klickeducacao.com.br:

"O que vem a ser quadrado perfeito?
Quadrados perfeitos são os números cuja raiz quadrada é exata. Assim sendo, 25 é um quadrado perfeito pois 25 = 5² e raiz de 25 = 5... E 169 é um quadrado perfeito (de 13), assim como 400 é quadrado perfeito de 20... Já 30 não é quadrado perfeito..."


Leiam a explicação que Carlos Sás ex-presidente da CG dos reformistas diz em seu livro o selamento do povo de Deus, página 114:





No livro eles oferecem cinco possibilidades de se formar o quadrado perfeito segundo a cabeça deles, mas que ferem a lei da matemática. Uma das possibilidades sugeridas é a de colocar um cordão de pessoas formando o quadrado de fora e os outros preenchendo o conteúdo interno, mas não ficaria nada organizado, saindo assim das credenciais do céu que é caracterizado por decência e ORDEM. E imagina esse grupo andando que desastre não seria...

Vejam abaixo o formato proposto pelos reformistas de organização dos 144 mil "literal" em quadrado perfeito.



Para começar isso nunca seria um quadrado perfeito segundo a lei matemática que vimos anteriormente, mas vamos continuar o estudo.


Leiam o texto de Patriarcas e Profetas na página 447 e vejam o que diz:

"Olhando Balaão para o acampamento de Israel, viu com espanto as provas de sua prosperidade. A ele haviam sido representados como uma multidão rude, desorganizada, que infestava o país em bandos errantes, os quais eram uma peste e terror às nações circunvizinhas; mas sua aparência era o inverso de tudo isto. Viu a grande extensão e o perfeito arranjo de seu acampamento apresentando todo os indícios de uma disciplina e ORDEM completas. Foi-lhe mostrado o favor com que Deus olhava a Israel, e o caráter distintivo de povo escolhido Seu. Não deveriam ficar no mesmo nível das outras nações, mas ser exaltados acima delas todas. "Este povo habitará só, e entre as gentes não será contado." Núm. 23:9. Na ocasião em que estas palavras foram faladas, os israelitas não tinham localização permanente, e seu caráter peculiar, usos e costumes, não eram familiares a Balaão. Mas quão notavelmente foi cumprida esta profecia na história posterior de Israel! Por todos os anos de seu cativeiro, através de todos os séculos desde que foram dispersos entre as nações têm eles permanecido como um povo distinto. Assim o povo de Deus - o verdadeiro Israel - embora disperso por todas as nações, não são na Terra senão peregrinos, cuja cidadania está nos Céus."

Se querem um grupo desorganizado e em bandos é possível sim fazer um quadrado com 144.000, mas se for seguir o modelo divino ai não é possível de maneira nenhuma.

Mais evidências de que as coisas de Deus não são bagunçadas assim como os reformistas ensinam:

Em números capítulo 2 temos a descrição das disposições das tribos em volta do tabernáculo.

"1 E falou o SENHOR a Moisés e a Arão, dizendo:
Os filhos de Israel armarão as suas tendas, cada um debaixo da sua bandeira, segundo as insígnias da casa de seus pais; ao redor, defronte da tenda da congregação, armarão as suas tendas.
3 Os que armarem as suas tendas do lado do oriente, para o nascente, serão os da bandeira do exército de Judá, segundo os seus esquadrões, e Naassom, filho de Aminadabe, será príncipe dos filhos de Judá.
4 E o seu exército, os que foram contados deles, era de setenta e quatro mil e seiscentos.
E junto a ele armará as suas tendas a tribo de Issacar; e Natanael, filho de Zuar, será príncipe dos filhos de Issacar.
6 E o seu exército, os que foram contados deles, era de cinqüenta e quatro mil e quatrocentos.
7 Depois a tribo de Zebulom; e Eliabe, filho de Helam, será príncipe dos filhos de Zebulom.
8 E o seu exército, os que foram contados deles, era de cinqüenta e sete mil e quatrocentos.
9 Todos os que foram contados do exército de Judá, cento e oitenta e seis mil e quatrocentos, segundo os seus esquadrões, estes marcharão primeiro.
10 A bandeira do exército de Rúben, segundo os seus esquadrões, estará para o lado do sul; e Elizur, filho de Sedeur, será príncipe dos filhos de Rúben,
11 E o seu exército, os que foram contados deles, era de quarenta e seis mil e quinhentos.
12 E junto a ele armará as suas tendas a tribo de Simeão; e Selumiel, filho de Zurisadai, será príncipe dos filhos de Simeão.
13 E o seu exército, os que foram contados deles, era de cinqüenta e nove mil e trezentos.
14 Depois a tribo de Gade; e Eliasafe, filho de Reuel, será príncipe dos filhos de Gade.
15 E o seu exército, os que foram contados deles, era de quarenta e cinco mil e seiscentos e cinqüenta.
16 Todos os que foram contados no exército de Rúben foram cento e cinqüenta e um mil e quatrocentos e cinqüenta, segundo os seus esquadrões; e estes marcharão em segundo lugar.
17 Então partirá a tenda da congregação com o exército dos levitas no meio dos exércitos; como armaram as suas tendas, assim marcharão, cada um no seu lugar, segundo as suas bandeiras.
18 A bandeira do exército de Efraim segundo os seus esquadrões, estará para o lado do ocidente; e Elisama, filho de Amiúde, será príncipe dos filhos de Efraim.
19 E o seu exército, os que foram contados deles, era de quarenta mil e quinhentos.
20 E junto a ele estará a tribo de Manassés; e Gamaliel, filho de Pedazur, será príncipe dos filhos de Manassés.
21 E o seu exército, os que foram contados deles, era de trinta e dois mil e duzentos.
22 Depois a tribo de Benjamim; e Abidã, filho de Gideoni, será príncipe dos filhos de Benjamim,
23 E o seu exército, os que foram contados deles, era de trinta e cinco mil e quatrocentos.
24 Todos os que foram contados no exército de Efraim foram cento e oito mil e cem, segundo os seus esquadrões; e estes marcharão em terceiro lugar.
25 A bandeira do exército de Dã estará para o norte, segundo os seus esquadrões; e Aieser, filho de Amisadai, será príncipe dos filhos de Dã.
26 E o seu exército, os que foram contados deles, era de sessenta e dois mil e setecentos.
27 E junto a ele armará as suas tendas a tribo de Aser; e Pagiel, filho de Ocrã, será príncipe dos filhos de Aser.
28 E o seu exército, os que foram contados deles, era de quarenta e um mil e quinhentos.
29 Depois a tribo de Naftali; e Aira, filho de Enã, será príncipe dos filhos de Naftali.
30 E o seu exército, os que foram contados deles, era de cinqüenta e três mil e quatrocentos.
31 Todos os que foram contados no exército de Dã foram cento e cinqüenta e sete mil e seiscentos; estes marcharão em último lugar, segundo as suas bandeiras.
32 Estes são os que foram contados dos filhos de Israel, segundo a casa de seus pais; todos os que foram contados dos exércitos pelos seus esquadrões foram seiscentos e três mil e quinhentos e cinqüenta.
33 Mas os levitas não foram contados entre os filhos de Israel, como o Senhor ordenara a Moisés.
34 E os filhos de Israel fizeram conforme a tudo o que o Senhor ordenara a Moisés; assim armaram o arraial segundo as suas bandeiras, e assim marcharam, cada qual segundo as suas gerações, segundo a casa de seus pais."









Outros textos de Ellen White sobre os 144.000 que deixará qualquer reformista sem argumento:

Texto 1: "Os 144 mil estavam todos selados e PERFEITAMENTE UNIDOS..." Primeiros escritos, pág. 15

Como os reformistas podem explicar a disposição dos 144 mil em quadrado perfeito sem uma perfeição de unidade, já que na teoria  apresentada pelo livro "O selamento do povo de Deus" o quadrado deles tem um intervalo de 3 mil pessoas entre uma fileira e outra ou nas palavras de Carlos Sás é espacejado? 

Texto 2:"Deus convida obreiros de cada igreja entre nós para que entrem em Seu serviço como colportores evangelistas. Deus ama Sua igreja. Se os membros desejarem fazer Sua vontade, se se esforçarem por repartir a luz aos que se encontram em trevas. Ele abençoará a Igreja como sendo a luz do mundo. Por meio de sua fiel ministração uma multidão que ninguém poderá enumerar se tornará filhos de Deus, capacitados para a eterna glória." O colportor evangelista, página 26 e 27.

Como explicam esse texto de Ellen White do livro O colportor evangelista?

Nesse texto Ellen White deixa bem claro que UMA MULTIDÃO que ninguém poderá contar será salva graças ao trabalho da colportagem, se o número dos 144 mil for simbólico, então terão os reformistas que concordar que Ellen White mentiu, ou predisse uma mentira, uma impossibilidade. Ou será que o trabalho dos colportores leva uma meia verdade que só pode ser salvas pessoas na grande multidão?

Segundo o próprio livro dos reformista sobre o selamento eles dizem que o selo de Deus é o sábado. Se é assim por que os adventistas que também pregam o sábado não serão selados na grande multidão? Em quais textos se baseiam para excluírem os adventistas do selamento? E se não tem como tirar os adventistas do selamento, o número de 144 mil literal já foi ultrapassado a muitos anos e os reformistas estão perdendo seu tempo com uma doutrina furada, sem lógica e sem fundamento bíblico.

O literal e o simbólico na Bíblia

"E ouvi o número dos assinalados, e eram cento e quarenta e quatro mil assinalados, de todas as tribos dos filhos de Israel." Apocalipse 7:4

Se as tribos são simbólicas como alguns afirmam ser, neste caso o número tem que ser simbólico, não podemos rasgar uma profecia no meio para defender aquilo que "achamos" ser, segundo a nossa vontade.

O problema dos reformistas é que pegam uma parte da frase e dizem ser literal, mas o restante onde diz que são de todas as tribos de Israel eles dizem ser simbólica. Eles partem o texto pela metade considerando o que lhes convém ser literal e o que não, simbólico. Ou a frase é totalmente simbólica ou é totalmente literal. Isso que fazem é um absurdo teológico sem precedentes na história. Interpretam a Bíblia ao seu modo e não como deveria ser. Não a interpretam segundo o que Deus estabeleceu, mas segundo o que eles querem que seja e não é assim que deve ser. Se a frase do verso 4 é literal as tribos também deveriam, mas todos sabemos que dez delas se perderam e hoje só se sabe da tribo de Judá. Se uma parte da profecia não se encaixa, pois não é possível encontrar essas tribos, é óbvio que o restante também deva ser simbólico para se encaixar com o restante da Bíblia. 

Em em Tiago 1:1 diz: "Tiago, servo de Deus, e do Senhor Jesus Cristo, às doze tribos que andam dispersas, saúde". Ora, as tribos nesse tempo existiam? E ele estava escrevendo para elas ou para os cristãos dispersos no mundo? Dependendo de sua resposta todo esse mistério dos 144 mil ser ou não literal terá acabado nesse instante. 

Se Tiago estava escrevendo para tribos simbólicas então todo o novo testamento deve está falando de tribo simbólica e não literal e se as tribos são simbólicas, a de apocalipse 7:4 também é, logo o número de assinalados que está falando na frase o também é. E assim termina o dilema da pergunta inicial do estudo.

Outro problema da doutrina reformista

Voltem lá no início do estudo ou leiam nas suas Bíblias o capítulo 7 de apocalipse. Lá diz que a grande multidão que ninguém podia contar tinha passado por uma GRANDE TRIBULAÇÃO e ainda diz: "Nunca mais terão fome, nunca mais terão sede; nem sol nem calma alguma cairá sobre eles." Ora, se essa multidão se refere a todos os salvos do mundo desde de Adão, como dizem os reformistas. Como explicar essa grande tribulação e a promessa de nunca mais terão sede ou fome? Será que desde de Adão todos os servos de Deus passaram fome e sede e tiveram uma grande tribulação? Mas se essa multidão de salvos for os 144 mil ai sim a profecia se encaixa bem, pois realmente eles passarão por uma grande tribulação no decreto dominical e sede e fome por causa das pragas que cairão no mundo e porque não poderão comprar nem vender.


Os 144.00 literal e os futuros membros da reforma

Ninguém aqui está duvidando da inspiração, mas do raciocínio do povo reformista! Ellen White nunca disse que o número era literal. Não tem como eles provarem com Bíblia e testemunho que o número é literal, mas pode continuarem a quebrar a cabeça para provarem que esse número é literal, eles ainda tem algum tempo até que uma só reforma terá esse número de membros. Ai eu quero ver o que vão falar.


Sabiam que somente a IASDMR já tem 37.000 membros e a SMIASDMR tem 30.000 e segundo eles mesmos falam que elas não tem mensagens diferentes, mas são gêmeas e lembrando que Ellen disse que a maioria dos 144.000 estão nas igrejas caídas, como os reformistas explicam essa questão? Quais os argumentos com textos inspirados vocês da IASDMR tem que provam que ninguém da sociedade missionária não se salvarão nos 144.000? Também pergunto aos da SMI quais os argumentos que tem para tirarem os reformistas de Nicolici do selamento?


Não vale argumentar que não se pode numerar Israel, pois segundo a ideia de alguns reformistas a bíblia já numerou, então temos sim todo o direito de fazermos. Expliquem como irão caber nas vagas pois as duas reformas juntas já passam da metade dos 144 mil? E até hoje não receberam a chuva serôdia.

E ainda não se esqueçam na suas contas absurdas e irracionais de considerar que antes da 1ª guerra começar os adventistas já possuíam mais de 100.000 membros no mundo!

E mais, a reforma ainda não existia então todos ainda eram salvos nos 144.000 já que naquele tempo a comunicação era difícil e somente os membros da Europa foram provados, enquanto que os adventistas do EUA nem sabiam o que acontecia na Europa com os membros não combatentes.

A reforma mais cedo ou mais tarde vai ter que rever essa doutrina assim como os adventistas fizeram, pois creio que em 10 anos o seu número terá dobrado no mundo e como Ellen previu que a maioria dos 144.000 estão nas igrejas caídas não terá espaço para esse grupo da profecia entrar na igreja. O que irão fazer? Dizer que a maioria dos reformistas são pecadores e irão para o inferno? 

A verdade é que essa doutrina de 144 mil literal é uma falácia e está destinada ao fracasso a muito tempo, só os cegos que não querem ver.

Haverá um Número Certo? 

"Outra questão sobre a qual conversamos um pouco foi a respeito dos eleitos de Deus - que o Senhor teria um número certo, e quando esse número se completasse, cessaria o tempo da graça.Essas são questões sobre as quais vós ou eu não temos o direito de falar. O Senhor Jesus receberá a todos os que vierem ter com Ele. Morreu pelos injustos, e toda pessoa que quiser vir, poderá fazê-lo.Certas condições precisam ser aceitas por parte do homem, e se ele recusar aceitá-las, não poderá tornar-se o eleito de Deus. Se concordar com essas condições, é um filho de Deus, e Cristo declara que se ele prosseguir na fidelidade, sendo firme e inabalável em sua obediência, não lhe riscará o nome do livro da vida, mas confessará o seu nome diante de Seu Pai e diante de Seus anjos. Deus quer que pensemos e falemos sobre as verdades que são claramente reveladas, e que as apresentemos aos outros, e todos não têm nada que ver com esses assuntos de especulação, pois eles não têm nenhuma relação especial com a salvação de nossa alma." Manuscrito 26, 1885. 
Outras evidências:
Vejam que nem no mundo existe um exército desorganizado ou que marche desorganizadamente, mas os reformistas para fazerem sua doutrina espúria encaixar na Bíblia forçam ao ridículo esse assunto.











37 comentários :

  1. ..quanta abrobrinha. Não há um só texto nos livros de Ellen White que apoie ser simbolismo o número dos 144mil.
    Outra coisa. Há tmb a grande multidão de salvos que foram fiéis no pouco que conheciam. Porém, para os que conhecem a verdade presente, a entendem, e a rejeitam, não resta mais nada a fazer. Ou são salvos entre os 144mil, segundo todos os livros de Ellen, e segundo a Bíblia, ou não terão salvação.
    Usar intrepretações toscas em textos que já são claros não torna o erro do ministério em algo correto.
    Ridículo isso. Se vc não crê nos escritos, não apresente razões que não estão escritas.
    Cremos pela fé no que o Senhor nos dá, e não por idéias sem respaldo Bíblico ou dos livros da inspiração do Espírito Santo, por Ellen.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem fala abobrinha aqui é você, pois não apresentou nenhum texto inspirado para provar sua tese. Enquanto que eu coloquei não só textos bíblicos como os de Ellen White. Também fiz várias perguntas no meu estudo para os reformistas responderem e você nem deixou uma resposta embasada nos escritos inspirados.

      Vou te dar um conselho: deixe de repetir o que te falaram e martelaram na sua cabeça e leia os textos bíblicos e os textos de Ellen White que postei e depois venha aqui e mostre com textos bíblicos e inspirados que os 144 mil são literais.

      Excluir
  2. Olá

    Gostaria de mandar uma opinião sobre esse assunto. Mas infelizmente meu texto ficou grande demais pra caber nos comentários.. rsrs

    Tem algum e-mail para o qual eu possa enviá-lo?

    Fique com Deus

    ResponderExcluir
  3. OK

    (PARTE 1)

    Olá querida irmã. Pertenço ao Movimento de Reforma e confesso a você que, por muito tempo, não engoli a história de que esse grupo especial mencionado em Ap 14 seria formado por um numero literal de 144.000. Os argumentos pareciam forçados demais. E, além disso, não fazia sentido pra mim existir uma quantidade pré-definida de salvos sob a tríplice mensagem angélica. Seria como se estivéssemos limitando o poder do Alto Clamor. Com o tempo, passei a examinar o assunto por mim mesmo, procurando me desvencilhar de todo tipo de preconceito. Primeiro, quero deixar claro que, apesar de ser batizado na Reforma, não considero ser meu dever “defender a minha igreja”. Se creio que ela é aprovada por Deus, também preciso crer que Ele é mais do que capaz de defendê-la. Meu compromisso sempre foi defender a Verdade, na maneira como ela é exposta na Bíblia e nos Testemunhos. Afinal de contas, antes de ser reformista, sou cristão.

    Enfim... O primeiro ponto que me levou a questionar minha ideia prévia de que o número é simbólico foi o fato de que, no livro do Apocalipse, o simbolismo profético parece não englobar os números. Perceba que todos os números mencionados tem uma natureza literal em seu cumprimento. Os 1.260 dias são 1.260 anos. O simbolismo limita-se à conversão do período de dias para anos, mas o número continua sendo aplicado de maneira literal. Com relação às 7 igrejas, cada uma delas representa um período da Igreja de Deus (simbolismo), mas o número de períodos (7) é, de fato, literal. O mesmo acontece com as pragas, com a quantidade de anjos, com as portas da Cidade. Não se trata de fracionar o simbolismo do apocalipse, mas sim entender que ele SEMPRE é aplicado a conceitos não-numéricos.

    (CONTINUA)

    ResponderExcluir
  4. (PARTE 2)

    Com relação ao Espírito de Profecia, me chamam a atenção certas expressões usadas por EGW para descrever esse grupo. Por exemplo:

    “Os santos vivos, em número de 144.000, reconheceram e entenderam a voz, ao passo que os ímpios julgaram fosse um trovão ou terremoto.” Primeiros Escritos, p. 15.

    Essa expressão “em número de” é bem significativa. Em qualquer situação em que ela é utilizada, pressupõe-se a referência a um numero literal. Quando eu digo “os convidados da festa, em número de 500, entraram no salão” estou afirmando que, de fato, 500 pessoas entraram no salão.

    Outra expressão interessante que acompanha a obra de selamento é:

    “os santos estavam numerados e selados.” Primeiros Escritos, p. 279.

    A expressão “selados” deixa claro que se refere aos 144.000. E a expressão “numerados” denota a ideia de uma sequência numérica. Quando eu digo que vou “numerar as cadeiras do salão” estou dizendo que vou identificá-las através de uma sequência literal.

    Pra concluir, é importante dar uma explicação mais aprofundada a respeito da visão do “quadrado perfeito” formado pelos 144.000. De fato, 1440.000 não é um quadrado matematicamente perfeito, porque a sua raiz não é exata. Mas a descrição da visão não exige precisão exclusivamente matemática, e sim geométrica. Um quadrado geometricamente perfeito é uma forma que possui quatro lados iguais. Portanto, é necessário que o seu perímetro (a soma do comprimento de seus lados) seja um número exato e divisível por 4. Por exemplo, um quadrado que tem 4 lados de 10 cm é um quadrado perfeito, com perímetro de 40 cm. No caso dos 144.000, trata-se de um número divisível por 4 (36.000). Nesse caso, seria um quadrado formado pelos salvos selados, onde cada lado seria formado por 36.000 pessoas alinhadas, o que deixaria espaço suficiente no centro para que Cristo estivesse (rsrs). Se tem alguma dúvida pode perguntar a opinião da sua amiga matemática. Ela vai te confirmar. Sou engenheiro, e entendo um pouco do assunto (rsrsrs).

    É isso. Por mais que pareça ilógico, pra mim, aceitar que esse número represente um grupo aparentemente tão pequeno de salvos (selados), as evidências parecem não deixar muita margem para as conjecturas da minha opinião humana. Não acho que o mero exame da quantidade de membros da igreja (seja ela IASD, MR ou SMI) seja suficiente pra refutar ou legitimar qualquer teoria. Ser membro não garante nada. Não nos cabe julgar se o número é grande ou pequeno sob nossos critérios humanos. Devemos apenas formar nossa opinião com base naquilo que nos é apresentado, e racionalizar segundo a luz que nos é dada pela Bíblia e o Espírito de Profecia.

    Que Deus te abençoe!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite irmão !

      Concordo plenamente, já fui em varias igrejas inclusive na adventista do sétimo dia, porém agora estou frequentando a igreja da reforma e tenho a mais absoluta certeza de que a Igreja Adventista do Sétimo dia Movimento de Reforma é a que esta firme na verdade.

      Excluir
    2. Ivevens tm, sua opinião não vale nada aqui e nem para um pesquisador sincero da verdade. O que conta são fatos baseados em textos bíblicos ou inspirados. E para terminar essa questão gostaria que me respondesse se é certo uma igreja dar disciplina de 6 meses em membros que forem no sábado fazer o enem. Lembrando que os tais entraram na escola as 13 horas, mas só fizeram as provas depois do por do sol? Se for contra é melhor rever suas convicções pois a sua igreja dá disciplina para membros que fazem enem, mesmo em condições especiais!

      Excluir
    3. O problema na visão do Alexandre, por mais que ele esteja estudando engenharia, é que a disposição do quadrado perfeito no Israel antigo não era um do lado do outro... O que ele quis inferir é que seriam 36.000 pessoas alinhadas (de mãozinha dada) formando um enorme quadrado com um grande vazio nomeio... Mas era assim que ficavam dispostas as 12 tribos de Israel ao redor do Santuário??? As barracas uma ao lado da outra formando um quadrado perfeito ao redor do santuário?? Não. Então esse quadrado perfeito não pode ser constituído de pessoas alinhadas (uma ao lado da outra), mas da mesma forma como era disposto o Israel antigo.

      Excluir
    4. Como teis tanta sertesa do que afirma.veja que você está decretado a forma como deverá se coloca os 144000

      Excluir
    5. filho a, eu tenho certezas baseadas na palavra de Deus. No que está escrito na Bíblia e nos escritos de Ellen White, mas o povo da reforma se recusa a reconhecer que estão equivocados em sua teoria, de maneira que não conseguem assim como você responder uma única pergunta que fiz no meu texto. No dia que conseguir provar por A+B o que os 144 mil é um número literal e responder na Bíblia meus questionamentos, quem sabe eu mudo de ideia!

      Excluir
  5. Não sou matemático e nem engenheiro, irei fazer meu comentário guiado pelo Espírito Santo, com essa autoridade tenho plena convicção de dizer que os 144 mil é um número literal, assim como os 12 discípulos escolhidos pelo nosso senhor Jesus Cristo, literalmente foram 12 varões, partindo deste princípio, a palavra de Deus é clara em afirmar que são 144 mil escolhidos porque estes são os que não se contaminaram com mulheres; porque são virgens. Estes são os que seguem o Cordeiro para onde quer que vá. Estes foram comprados dentre os homens para serem as primícias para Deus e para o Cordeiro. Mas não significa que serão esse número limitado de salvos. Todo aquele que ler Apocalipse cap.7 completo irá perceber que João teve duas visões, os 144 mil sendo 12 mil de cada tribo e também a visão de uma multidão incontável de todas as nações, tribos e línguas.

    Primeira visao: Apocalipse: 7. 2. E vi outro anjo subir do lado do sol nascente, tendo o selo do Deus vivo; e clamou com grande voz aos quatro anjos, quem fora dado que danificassem a terra e o mar, 3. dizendo: Não danifiques a terra, nem o mar, nem as árvores, até que selemos na sua fronte os servos do nosso Deus. 4. E ouvi o número dos que foram assinalados com o selo, cento e quarenta e quatro mil de todas as tribos dos filhos de Israel.

    Segunda visão: Apocalipse: 7. 9. Depois destas coisas olhei, e eis uma grande multidão, que ninguém podia contar, de todas as nações, tribos, povos e línguas, que estavam em pé diante do trono e em presença do Cordeiro, trajando compridas vestes brancas, e com palmas nas mãos; 10. e clamavam com grande voz: Salvação ao nosso Deus, que está assentado sobre o trono, e ao Cordeiro. 11. E todos os anjos estavam em pé ao redor do trono e dos anciãos e dos quatro seres viventes, e prostraram-se diante do trono sobre seus rostos, e adoraram a Deus, 12. dizendo: Amém. Louvor, e glória, e sabedoria, e ações de graças, e honra, e poder, e força ao nosso Deus, pelos séculos dos séculos. Amém. 13. E um dos anciãos me perguntou: Estes que trajam as compridas vestes brancas, quem são eles e donde vieram? 14. Respondi-lhe: Meu Senhor, tu sabes. Disse-me ele: Estes são os que vêm da grande tribulação, e lavaram as suas vestes e as branquearam no sangue do Cordeiro. 15. Por isso estão diante do trono de Deus, e o servem de dia e de noite no seu santuário; e aquele que está assentado sobre o trono estenderá o seu tabernáculo sobre eles. 16. Nunca mais terão fome, nunca mais terão sede; nem cairá sobre eles o sol, nem calor algum; 17. porque o Cordeiro que está no meio, diante do trono, os apascentará e os conduzirá às fontes das águas da vida; e Deus lhes enxugará dos olhos toda lágrima.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isto ai que penso também irmão.e eu fico mim perguntando se e só eu que vejo quando no capitolo 7,4quando fala o número,de onde vem,e quem são.já na prosseguindo a leitura vemos que ele ver outras pesoas e não saúde quantos eram,e nem de onde vinham.mas foi o anjo que falou quem eles eram e como tinham chegado ali.

      Excluir
    2. Cuidado! O Jair Souza Silva acredita que os 144 mil são todos homens virgem literalmente. Para ele tudo é literal até as 12 tribos de Israel. Você concorda com ele? Se sim, precisa estudar melhor as doutrinas da reforma, pois a mesma não crê assim.

      Excluir

  6. Vejam que são duas visões de dois povos salvos, um povo de número lireral de 144 mil, que não se contamiram, que foram comprados dentre os homens e irão seguir o Cordriro por onde Ele for, e uma multidão salvos por aceitar Jesus como único salvador.

    Mais na frente, João novamente tem outra visão dos 144 mil, confirmando o que eu disse atrás:

    Apocalipse: 14. 1. E olhei, e eis o Cordeiro em pé sobre o Monte Sião, e com ele cento e quarenta e quatro mil, que traziam na fronte escrito o nome dele e o nome de seu Pai. 2. E ouvi uma voz do céu, como a voz de muitas águas, e como a voz de um grande trovão e a voz que ouvi era como de harpistas, que tocavam as suas harpas. 3. E cantavam um cântico novo diante do trono, e diante dos quatro seres viventes e dos anciãos; e ninguém podia aprender aquele cântico, senão os cento e quarenta e quatro mil, aqueles que foram comprados da terra. 4. Estes são os que não se contaminaram com mulheres; porque são virgens. Estes são os que seguem o Cordeiro para onde quer que vá. Estes foram comprados dentre os homens para serem as primícias para Deus e para o Cordeiro. 5. E na sua boca não se achou engano; porque são irrepreensíveis.

    Agora outra visão que menciona novamente a multidão incontável salvas pela graça.

    Apocalipse: 21. 1. E vi um novo céu e uma nova terra. Porque já se foram o primeiro céu e a primeira terra, e o mar já não existe. 2. E vi a santa cidade, a nova Jerusalém, que descia do céu da parte de Deus, adereçada como uma noiva ataviada para o seu noivo. 3. E ouvi uma grande voz, vinda do trono, que dizia: Eis que o tabernáculo de Deus está com os homens, pois com eles habitará, e eles serão o seu povo, e Deus mesmo estará com eles. 4. Ele enxugará de seus olhos toda lágrima; e não haverá mais morte, nem haverá mais pranto, nem lamento, nem dor; porque já as primeiras coisas são passadas. 5. E o que estava assentado sobre o trono disse: Eis que faço novas todas as coisas. E acrescentou: Escreve; porque estas palavras são fiéis e verdadeiras. 6. Disse-me ainda: está cumprido: Eu sou o Alfa e o Omega, o princípio e o fim. A quem tiver sede, de graça lhe darei a beber da fonte da água da vida. 7. Aquele que vencer herdará estas coisas; e eu serei seu Deus, e ele será meu filho. 8. Mas, quanto aos medrosos, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos adúlteros, e aos feiticeiros, e aos idólatras, e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago ardente de fogo e enxofre, que é a segunda morte.

    Então não há dúvidas do que estou afirmando aqui o literal, a Bíblia Sagrada é clara e simples de entender, os grandes estudiosos, doutres da teologia é que complicam o entendimento. Percebam vocês aqui que literalmente as visões estão em sequência cronológica, primeiro mostrei Apocalipse cap.7, depois cap.14 e sequência o cap.21

    Não tem nada de simbolismo, tudo literal.

    Amem e fiquem todos na graça do nosso Senhor Jesus Cristo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se é tudo literal cadê as 12 tribos? E os 144 mil virgens? Você é virgem para poder fazer parte desse grupo literal? kkkk... você falou besteira agora, heim?!

      Excluir
  7. Ai ai! Vão se preparar pra serem selados. Tanta ignorância! A bíblia e o espírito de profecia não declara nem um nem outro. Vão perder tempo com o q interessa. Enquanto a IASD está pregando o evangelho, esse povo da "reforma" está espalhando e ainda se intitulando os escolhidos. rsrs.

    ResponderExcluir
  8. Bingo, yes! Que bom que fiz vc enxergar o ponto crucial desse mistério de Deus, nem eu e nem vc somos mais virgens para fazer parte deste grupo, quem acreditaria que no mundo que vivemos hj existem virgens? acredite ou não existe sim, por isso mesmo o 144 mil é um literal e limitado número de salvos, como o texto bíblico diz: Apocalipse: 14. 4. Estes são os que não se contaminaram com mulheres; porque são virgens. Estes são os que seguem o Cordeiro para onde quer que vá. Estes foram comprados dentre os homens para serem as primícias para Deus e para o Cordeiro.

    Esse texto não sou eu quem disse, essa é uma visão dada por Jesus Cristo ao apóstolo João, essa é uma turma especial de salvos. Certamente nem eu e nem vc faremos parte deste grupo, pois não temos os critérios exigidos pelo texto. Agora vou mostrar as 12 tribos de onde esse grupo vem.
    Apocalipse: 7. 4. E ouvi o número dos que foram assinalados com o selo, cento e quarenta e quatro mil de todas as tribos dos filhos de Israel: 5. da tribo de Judá havia doze mil assinalados; da tribo de Rúben, doze mil; da tribo de Gade, doze mil; 6. da tribo de Aser, doze mil; da tribo de Naftali, doze mil; da tribo de Manassés, doze mil; 7. da tribo de Simeão, doze mil; da tribo de Levi, doze mil; da tribo de Issacar, doze mil; 8. da tribo de Zabulom, doze mil; da tribo de José, doze mil; da tribo de Benjamim, doze mil assinalados.

    Para nós é impossível encontrar hj essas pessoas, mas para Deus tudo é possível, acredite nisso.

    ResponderExcluir
  9. Agora só nos resta fazer parte do segundo grupo, e para isso, devemos aceitar Jesus como nosso único Salvador e crê que Ele é o filho do Deus vivo, enquanto estamos vivendo no tempo de graça. Esse segundo grupo surgirá das tribulações deste mundo e estarão diante do trono com vestes brancas lavadas pelo sangue do cordeiro. Veja:
    Apocalipse: 7. 9. Depois destas coisas olhei, e eis uma grande multidão, que ninguém podia contar, de todas as nações, tribos, povos e línguas, que estavam em pé diante do trono e em presença do Cordeiro, trajando compridas vestes brancas, e com palmas nas mãos; 10. e clamavam com grande voz: Salvação ao nosso Deus, que está assentado sobre o trono, e ao Cordeiro. 11. E todos os anjos estavam em pé ao redor do trono e dos anciãos e dos quatro seres viventes, e prostraram-se diante do trono sobre seus rostos, e adoraram a Deus, 12. dizendo: Amém. Louvor, e glória, e sabedoria, e ações de graças, e honra, e poder, e força ao nosso Deus, pelos séculos dos séculos. Amém. 13. E um dos anciãos me perguntou: Estes que trajam as compridas vestes brancas, quem são eles e donde vieram? 14. Respondi-lhe: Meu Senhor, tu sabes. Disse-me ele: Estes são os que vêm da grande tribulação, e lavaram as suas vestes e as branquearam no sangue do Cordeiro. 15. Por isso estão diante do trono de Deus, e o servem de dia e de noite no seu santuário; e aquele que está assentado sobre o trono estenderá o seu tabernáculo sobre eles. 16. Nunca mais terão fome, nunca mais terão sede; nem cairá sobre eles o sol, nem calor algum; 17. porque o Cordeiro que está no meio, diante do trono, os apascentará e os conduzirá às fontes das águas da vida; e Deus lhes enxugará dos olhos toda lágrima.

    Como ver, a Bíblia é claramente em nos mostrar dois grupos de salvos. O PRIMEIRO comprado por Deus dentre os homens, com número literal de 144 mil, para que vá com Jesus por onde Ele for e o SEGUNDO grupo são os salvos com vestes brancas lavadas com o sangue de Cristo de número incontável que estavam diante do trono e que herdarão a nova cidade de Jerusalém que descerá do céu.

    Apocalipse: 21. 1. E vi um novo céu e uma nova terra. Porque já se foram o primeiro céu e a primeira terra, e o mar já não existe. 2. E vi a santa cidade, a nova Jerusalém, que descia do céu da parte de Deus, adereçada como uma noiva ataviada para o seu noivo. 3. E ouvi uma grande voz, vinda do trono, que dizia: Eis que o tabernáculo de Deus está com os homens, pois com eles habitará, e eles serão o seu povo, e Deus mesmo estará com eles. 4. Ele enxugará de seus olhos toda lágrima; e não haverá mais morte, nem haverá mais pranto, nem lamento, nem dor; porque já as primeiras coisas são passadas. 5. E o que estava assentado sobre o trono disse: Eis que faço novas todas as coisas. E acrescentou: Escreve; porque estas palavras são fiéis e verdadeiras. 6. Disse-me ainda: está cumprido: Eu sou o Alfa e o Omega, o princípio e o fim. A quem tiver sede, de graça lhe darei a beber da fonte da água da vida. 7. Aquele que vencer herdará estas coisas; e eu serei seu Deus, e ele será meu filho. 8. Mas, quanto aos medrosos, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos adúlteros, e aos feiticeiros, e aos idólatras, e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago ardente de fogo e enxofre, que é a segunda morte.

    Então meus irmãos, não farei parte do PRIMEIRO grupo dos 144 mil, mas certamente irei fazer parte do SEGUNDO grupo incontável para morar na nova cidade de Jerusalém.

    Em nome de Jesus, amém!

    ResponderExcluir
  10. Se vc ler direitinho, irá perceber que o grupo dos 144 mil vem das 12 tribos de Israel, 12 mi de cada. E o segundo grupo vem de várias nações, de vários povos e várias línguas, vem da grande tribulação que iremos enfrentar.

    ResponderExcluir
  11. Ainda sobre os 144 mil:

    Apocalipse: 14. 4. Estes são os que não se contaminaram com mulheres; porque são virgens. Estes são os que seguem o Cordeiro para onde quer que vá. Estes foram comprados dentre os homens para serem as PRIMÍCIAS para Deus e para o Cordeiro.

    Significado de PRIMÍCIAS

    substantivo feminino plural

    primeiras coisas de uma série;
    começos, prelúdios.
    .os primeiros frutos colhidos.
    .os primeiros animais nascidos
    num rebanho.

    ResponderExcluir
  12. Levando em consideração ao significado de PRIMICíAS, os 144 mil serão os primeiros de uma série, serão os começos, os primeiros frutos colhidos, os primeiros nascidos por Deus para irem com Jesus onde quer que Ele for, como se fosse um exército de anjos. Certamente Deus precisará desses escolhidos em especial dentre os homens para que ajude nosso Senhor Jesus Cristo a cuidar dos incontáveis números de salvos que herdarão a nova Jerusalém, o tabernáculo de Deus.

    Se não fosse assim, qual o sentido de Jesus ter revelado esses 144 mil para o apóstolo João?

    Amados irmãos, Deus faz tudo certo e planejado, Ele não faz nada sem planejamento, é só olhar tudo ao seu redor. O planeta terra, as divisões de águas, todas as espécies de animais, o céu, as estrelas, a lua, o sol e a mais perfeita criação: O ser humano, tudo funciona perfeitamente, mas por causa do pecado a humanidade se corrompeu, mesmo assim Deus nos ama, Ele mandou seu único filho aqui para a terra para ensinar o verdadeiro evangelho, formar uma nova aliança com os homens, para que depois, estes mesmos homens o prenderem, bater, castigar e crucifica-lo numa cruz para morte. Mas Ele venceu a morte. Tudo isso por nós, para que aceitemos como nosso Salvador, para arrependimento dos pecados e salvação para vida eterna.

    Amém!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jair de qual igreja você é? Porque o segundo o que crê nem os adventistas e nem os reformistas concordam com você.

      Excluir
    2. Sou da Igreja Apostólica em Busca do Evangelho de Cristo. Se não concordam, infelizmente não posso fazer nada, o que posso fazer é orar por todos em nome de Jesus. Tudo aqui que mostrei são baseados em textos bíblicos, não inventei nada.

      Aproveitando a deixa, vou mostrar outra real evidência, novamente tirado da bíblia, que os 144 mil é literalmente um grupo de salvos em especial escolhido por Deus dentre os homens, e que vai existir também outro grupo de salvos com vestes brancas lavadas pelo sangue do cordeiro. Como já tinha mostrado antes.

      Veja:

      Apocalipse: 14.

      1. E olhei, e eis o Cordeiro em pé sobre o Monte Sião, e com ele cento e quarenta e quatro mil, que traziam na fronte escrito o nome dele e o nome de seu Pai.

      3. E cantavam um cântico novo diante do trono, e diante dos quatro seres viventes e dos anciãos; e ninguém podia aprender aquele cântico, senão os cento e quarenta e quatro mil, aqueles que foram comprados da terra.

      Observe que o texto biblico é claro, somente os 144 mil CANTAVAM UM NOVO CANTICO E QUE NINGUÉM PODIA APRENDER O CÂNTICO SENÃO OS 144 MIL.

      Viu? Mostra que DISTINTAMENTE são dois grupos de salvos: Os 144 mil cantando novo cântico diante do trono e os outros que não podia aprender este cântico.

      Nem eu, nem os reformista e muito menos os Adventistas somos o dono da verdade, mas sim a palavra de Deus aqui mostrada.

      Minha irmã, não acredite em homens, acredite na bíblia, acredite no que está escrito nela, a Bíblia é a palavra de Deus.

      Leia varias vezes capítulo 7, 14 e 21 de Apocalipse e descobrirá a verdade.

      Tenho certeza que você está concordando comigo em tudo que mostrei na bíblia, senão, não teria a curiosidade de me fazer a pergunta de qual igreja eu sou.

      Não acredite na pregação de simbolismo, ore e acredite nos escritos bíblicos.

      Lembre-se que todos os meus comentários deixados aqui desde o princípio, não são de minhas próprias palavras, foram todos tirados da Bíblia, para que não acredite em mim, mas em Jesus Cristo que mostrou ao apóstolo João seu servo.

      Que Deus te abençoe, em nome de Jesus!

      Excluir
  13. Gostaria de ver a refutação do Alexandre lima ..Ailvana Abreu????

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Refutar o quê? É tão ridículo o que ele escreveu que nem me dei o trabalho de refutar, mas se você não entende de interpretação de profecia bíblica, posso te apontar algumas falhas no raciocínio do Alexandre.

      Segundo a sua lógica e claro ignorando todo o conhecimento adquirido pelos fundadores da igreja Adventista e mesmo de Uriah Smith quanto ao que se é literal ou simbólico na Bíblia, o senhor Alexandre diz que o número isolado é literal. Eu particularmente nunca pensei que alguém teria a brilhante ideia de questionar que os números, qualquer que seja seja literal ou simbólico, porque para mim e acho que para toda a sociedade todo número é simbólico já que não podemos tocá-lo ou mesmo vê-lo. O número como as letras do alfabeto são símbolos ou seja, é sempre algo que representa outra coisa. As letras representam nossa fala e os números as quantidades de qualquer coisa e isso nós aprendemos na escola e claro o senhor Alexandre deve ter faltado nessa aulas ao afirmar que todos números da Bíblia são literais. Sua lógica é tão sem lógica que pensei que todos fossem capazes de entender sua burrice. A questão dos cento e quarenta e quatro mil não é se o número é literal, mas se realmente teremos 144.000 pessoas salvas, na verdade ele deveria argumentar em cima dos salvos e não do número, pois o número é símbolo de um determinado grupo de pessoas e são essas pessoas literais, então temos número simbólico e pessoas literais, mas a questão não é interpretar o número 144.000 sozinho, mas são 144 mil pessoas. O que discuto nesse meu post é se esse grupo de salvos é literal ou não e não se o número é literal, deu para entender?

      Você não pode pegar o número 144 mil e dizer que ele é literal e ao mesmo tempo ignorar que ele é dividido em 12 tribos de 12 mil. É claro que não devemos discutir se o número 12 é simbólico ou literal, mas de esse grupo de 12 mil pessoas da tribo de Judá existe ainda para ser literal. O movimento de reforma quer que o grupo de 144 mil seja literal, mas não sabem explicar de onde virá o subgrupo dos 12 mil da tribo de Judá ou mesmo das outras tribos, já que não existem mais essas tribos literais. Para eles o grupo total de 144 mil é literal, mas os seus 12 subgrupos de 12 mil são simbólicos e isso é absurdamente ridículo.

      Excluir
    2. Quanto aos textos que ele cita, é muito fácil citar texto que aparentemente o apoiam e excluir de seus argumentos os que o desmente em seu raciocínio.

      O que percebi em seus argumentos é que ignorou o que escrevi e o que já postei no blog sobre o assunto e repetiu como papagaio a lavagem cerebral que fizeram em sua cabeça. E como vou refutar algo que já refutei no post que fiz? É só ler meu blog sobre esse tema que verá meus argumentos, não tem necessidade de escrever tudo de novo. E se tem algo a mais que eu não tenha falado escreva ai nos comentários sobre o que ficou sem ser explicado e que gostaria que eu postasse.

      Excluir
  14. Queria so deixar um ponto para o engenheiro que diz que na Biblia todo o numero é o significado literal de um simbolo. Foi questionado quantas vezez deveriamos perdoar. Nao so 7 mas 70 vezes 7 ou seja 490 vezes. Pergunto: essas 490 vezes sao literais ou simbolicas? Se é literal tenho que perdoar 490 vezes una pessoa ou no arco de toda a minha vida perdoo 490 Vezes. Meus amigos e irmaos. Se fosse literal era melhor desistir de ser salvo porque nao esistiria graça. Se ja esta decidido e ja estao contados entao pronto, o sangue de Cristo nao foi o suficiente para salvar nos. A gravidade desta doutrina é que limita o poder de Deus para salvar o ser humano. Meditem mediante a Logica de Deus. Do jeito que Eu vejo as coisas os irmaos da reforma para justificarem a sua posicao manipulam pontos muito distantes do plano de Deus criando confusao (Babilonia espiritual). Arrependemonos Dos nossos pecados ( dez mandamentos) e aceitemos a obra transformadora de Jesus nas nossas vidas (santificacao) metendo em pratica os ensinos batisando todos no seu Santo nome ( missao).

    ResponderExcluir
  15. Deixe-me dizer algo muito interessante a todos: Não temos que nos preocupar com quem ou quantas pessoas comporão os 144.000. Uma coisa eu aprendi no Espírito de Profecia: se eu for fiel, juntamente com os 144.000 (literal ou simbólico) serei salvo. Não importa se é literal ou simbólico, a forma que cremos não alterará o plano da salvação para nós, isto não é ponto de salvação. Porém, o importante é adorar Aquele que fez o céu, a terra, o mar e a fonte das águas.
    As características dos 144.00 descritas no Apocalipse e no Espírito de Profecia são bem claras: É um grupo de pessoas que não conhecerão a morte (E. G. White não fará parte deste grupo, embora ela estará, juntamente com eles no céu), passarão pela grande tribulação, não se contaminaram com mulheres (falsas doutrinas), e sobre este assunto, diz Ellen G. White, o silêncio é eloquência.
    Agora uma coisa é muito importante: Se eu faço parte do povo que está se esforçando em pregar o Evangelho em todo o mundo (ex.: você assiste a TV Novo Tempo?) um povo que cumpre o propósito de Deus (pregar sem distinção), um povo que surgiu por profecia Divina (Apoc. 10), surgiu no tempo indicado por Deus. Ou se faço parte de um povo que vive em função de acusar e destruir aquilo que Deus tem estado a construir, e além do mais, não tem lugar em nenhuma profecia bíblica ou do Espírito de Profecia. Isto sim faz a diferença.

    ResponderExcluir
  16. Achei interessante o estudo.
    Não entendi quando você afirma que o numero das reformas com o do igreja adventista ultrapassa o dos 144000.
    As três podem ter milhões de membros, mas podemos afirmar que todos são parte dos 144000?
    O debate é interessante porque desperta vontade de estudar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Reforma surgiu na 1ª guerra mundial, mais ou menos em 1915. A igreja adventista surgiu em 1844 e a partir dessa data segundo a crença adventista e também reformista o selamento começou. Então todo aquele que guarda o sábado receberá o selo de Deus e esse assinalamento começou a partir do ano que começaram a guardar o sábado. Se você juntar esses primeiros adventistas até o ano de quando surgiu a reforma o número de 144 mil é ultrapassado, pois segundo os adventista em 1900 eles já tinham mais de 100 mil membros em todas as igrejas no mundo.

      Segundo os reformistas depois que eles formaram sua igreja ai o selamento passou para eles, mas temos um problema, pois os adventistas também guardam o sábado e hoje são mais de 18 milhões no mundo.

      Esse problema existe porque tanto adventistas como reformistas creem que a guarda do sábado é o selo de Deus que define esse grupo especial de salvos. Dentro da Bíblia e no espírito de profecia não tem como fazer essas separação de igrejas.

      Excluir
  17. https://www.youtube.com/watch?v=nAlAA8RKSgM&t=74s
    https://www.youtube.com/watch?v=F-gZHpF9l3s&t=48s
    As tribos de Israel existe ate hoje portando os 144.000 sera mesmo das 12 tribos e so você examinar esses videos e tem mais procure esta mulher fala a verdade confira os outros videos dela

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esses vídeos não provam nada, tanto que os comentários estão desativados. Nos vídeos a mulher diz que as tribos perdidas são os negros, ora os negros já existiam antes da existência do povo israelita. Isto tem provas históricas, mas os vídeos não apresentam nem provas biológicas, nem históricas, Não exite nenhum documento antigo, mas somente uma tese e um blá, blá sem nexo.

      Sinto muito, mas historicamente e biologicamente as tribos desapareceram. Não existe registro delas no mundo. Se misturaram com os povos e perderam totalmente sua raiz cultural e religiosa. Elas não exitem e é vã sua busca. Aceita que doí menos!

      Excluir
  18. Gente quanto estudo sobre o assunto (não estou criticando ninguém tá?) Olha eu não sei se é literal ou simbólico na verdade gostei de tudo oque todos escreveram mas se é ou não é eu não sei eu só sei que se sou ou não uma das 144 mil ou não eu quero ir pro céu igual então não fico procurando coisa que não intendo o importante é ser fiel até a morte a única certeza que tenho é que Jesus vai voltar um dia e que discutir talvez não seja nosso objetivo é sim crer e obedecer pra testemunhar e gostei muito mesmo do que escreveram 😇

    ResponderExcluir
  19. Sou da Iasd e concordo com a liberalidade do número 144 mil!"VI O NÚMERO DOS SANTOS EM NÚMERO DE 144 MIL" Primeiro escritos pág 15 e quanto a visão ser parte literal e parte simbólico ela pode ser quebrada sim assim como a visão da prostituta montada sobre uma besta de 7 cabeças e 10 chifres onde a visão é simbólica e os números literais como é pregado pela nossa igreja porque a quebra pode ser aceita em uma determinada situação e não em outra?

    ResponderExcluir
  20. Gostaria de contribuir com este debate, apenas citando um pensamento do Grande Conflito, 24a. ed (1980) pp. 653-654 do capítulo "O Livramento dos Justos". Aqui neste texto, se repararem bem, ela começa abordando os 144000 e dá a estes características dos da Grande Multidão. Podemos concluir que ambos são o mesmo grupo. Leiam com atenção:

    "No mar cristalino diante do trono, naquele mar como que de vidro misturado com fogo - tão resplendente é ele pela glória de Deus - está reunida a multidão dos que "saíram vitoriosos da besta, e da sua imagem, e do seu sinal, e do número do seu nome". Apoc. 15:2. Com o Cordeiro, sobre o Monte Sião, "tendo harpas de Deus", estão os cento e quarenta e quatro mil que foram remidos dentre os homens; e ouve-se, como o som de muitas águas, e de grande trovão, "uma voz de harpistas, que tocavam com as suas harpas". E cantavam um "cântico novo diante do trono - cântico que ninguém podia
    aprender senão os cento e quarenta e quatro mil. É o hino de Moisés e do Cordeiro - hino de livramento. Ninguém, a não ser os cento e quarenta e quatro mil, pode aprender aquele canto, pois é o de sua experiência - e nunca ninguém teve experiência semelhante. "Estes são os que seguem o Cordeiro para onde quer que vai." "Estes, tendo sido trasladados da Terra, dentre os vivos, são tidos como as primícias para Deus e para o Cordeiro." Apoc. 14:1-5; 15:3. "Estes são os que vieram de grande tribulação" (Apoc. 7:14); passaram pelo tempo de angústia tal como nunca houve desde que houve nação; suportaram a aflição do tempo da angústia de Jacó; permaneceram sem intercessor durante o derramamento final dos juízos de Deus. Mas foram livres, pois "lavaram os seus vestidos, e os branquearam no sangue do Cordeiro". "Na sua boca não se achou engano; porque são irrepreensíveis" diante de Deus. "Por isso estão diante do trono de Deus, e O servem de dia e de noite no Seu templo; e Aquele que está assentado sobre o trono os cobrirá com a Sua sombra." Apoc. 7:15. Viram a Terra devastada pela fome e pestilência, o Sol com poder para abrasar os homens com grandes calores, e eles próprios suportaram o sofrimento, a fome e a sede. Mas "nunca mais terão fome, nunca mais terão sede; nem Sol nem calma alguma cairá sobre eles. Porque o Cordeiro que está no meio do trono os apascentará, e lhes servirá de guia para as fontes das águas da vida; e Deus limpará de seus olhos toda a lágrima". Apoc. 7:16 e 17."

    Nem sempre o profeta VÊ depois a mesma coisa que ele OUVE antes. Por ex.: Apoc. 1: 10 e 12 e Apoc. 5:5 e 6. Em Apoc. 7 acontece o mesmo fenômeno... Ele OUVE 144000 mas quando se vira para VER, observa um Grande multidão que não dá para se contar...
    Obrigado pela oportunidade.

    ResponderExcluir

Ao fazer seu comentário lembre-se de falar sobre o tema da postagem e não coloque endereços de outros sites e blogs. Não publico comentários que não estejam de acordo com as regras.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...