sábado, 27 de setembro de 2014

Textos de Ellen G. White mal interpretados pelos "Reformistas"

Os movimentos reformistas como o de 1914, 1951, etc., são mestres em torcer e aplicar de maneira errônea textos da Bíblia e do Espírito de Profecia, para darem ar de crédito às suas ideias. Eles usam os escritos de Ellen White de uma maneira errada para acusarem a IASD. Em muitas citações onde a irmã White dá aconselhamentos e mesmo repreensões à Igreja, em determinados momentos, os reformistas usam estes textos para demonstrar que Deus rejeitou a IASD. Usam os textos fora do seu contexto de forma até absurda... Vejamos alguns exemplos:

a) TEXTOS MAL INTERPRETADOS
Em 1888, a irmã White disse que o “cabo foi cortado” e o povo estava flutuando pelo mar sem mapa ou bússola (ver Cristo, Justiça Nossa, pág. 43; Serviço Cristão, pág. 38-39). No entanto, com textos como estes ela não quis dizer que a IASD não era mais a Igreja de Deus, como afirmam os reformistas, pois em anos posteriores ela escreveu vários outros textos defendendo a IASD, e mostrando que ela era e continuaria sendo a Igreja verdadeira.
Em 1893 (ou seja, depois de 1882 e 1888), a irmã White escreveu:
 
Meu irmão, soube que estais assumindo a posição de que a Igreja Adventista do Sétimo Dia é babilônia, e de que todos os que querem se salvar devem sair dela. Não sois o único homem que o diabo tem enganado nessa questão... Meu irmão, se estais ensinando que a Igreja Adventista do Sétimo Dia é babilônia, estais errado. Deus não vos deu nenhuma mensagem assim para proclamar” - Test. Ministros, 58-59.

Em 1907 (ou seja, depois de 1882 e 1888), ela escreveu que o Espírito Santo era o Guia da Igreja: 

A evidência que temos tido nos 50 anos passados da presença do Espírito de Deus conosco como um povo, resistirá ao teste dos que se estão agora dispondo em ordem de batalha ao lado do inimigo, e reforçando-se contra a mensagem de Deus” - Mensagens Escolhidas 2, p.397. 

Em 1913 (ou seja, depois de 1882 e 1888), Ellen White também escreveu:
Cobro ânimo e sinto-me abençoada ao reconhecer que o Deus de Israel está guiando o Seu povo, e continuará com eles até o fim” - Test. Seletos, 3:439. 

Como fica muito evidente por estes textos, apenas um exemplo de muitos outros, em um sentido geral a irmã White defendeu até o fim de sua vida a IASD como sendo a Igreja de Deus. Portanto, os textos utilizados pelos reformistas (principalmente tirados do livro Cristo Justiça Nossa e Serviço Cristão, por exemplo) são de reprovação e condenação, realmente... Mas não é correto afirmar que Ellen White cria que a IASD deixaria de ser a Igreja de Deus. Isto é uma interpretação equivocada (ou fraudulenta) de tais textos. É óbvio que se a irmã White tivesse recebido alguma revelação de Deus de que a IASD se apostataria a tal ponto de ser rejeitada pelo Senhor, ela mesma teria abandonada a Igreja, e aconselhado outros a também fazê-lo. Mas, AO CONTRÁRIO, ela morreu fiel e confiante na IASD. E qual dos seus filhos ou netos deu crédito aos Reformistas? Nenhum...
A mensagem que declara a Igreja Adventista babilônia e chama o povo de Deus a sair dela, não vem de nenhum mensageiro celeste, ou nenhum instrumento humano inspirado pelo Espírito de Deus” - Mensagens Escolhidas 2, p.66.

Infelizmente, esta tática de usar alguns textos de reprovação para dizer que a IASD era babilônia ou que Deus a rejeitaria, foi MUITO USADA... e continua sendo ainda hoje.
O Senhor deu a Seu povo apropriadas mensagens de advertência, repreensão, conselho e instrução, mas não é próprio tirar estas mensagens de sua conexão, e pô-las onde pareçam reforçar mensagens de erro. No folheto publicado pelo irmão S e seus companheiros, ele acusa a Igreja de Deus de ser babilônia, e insiste em que haja uma separação da Igreja. Esta é uma obra que não é honrosa nem justa. Compondo aquele folheto, serviram-se de meu nome e de meus escritos para apoio do que eu desaprovo e denuncio como erro” - Test. Ministros, 36. 

b) TEXTOS MAL APLICADOS
Com relação à má aplicação de textos, veremos apenas um, dentre muitos, que certamente evidencia como os reformistas torcem os Testemunhos e aplicam errado seus ensinamentos. 

Ao aproximar-se a tempestade, uma classe numerosa que tem professado fé na mensagem do terceiro anjo, mas não tem sido santificada pela obediência à verdade, abandona sua posição, passando para as fileiras do adversário. Unindo-se ao mundo e participando de seu espírito, chegaram a ver as coisas quase sob a mesma luz; e, em vindo a prova, estão prontos a escolher o lado fácil, popular. Homens de talento e maneira agradáveis, que se haviam já regozijado na verdade, empregam sua capacidade em governar e transviar almas. Tornam-se os piores inimigos de seus antigos irmãos” - Grande Conflito, 608.

Os reformistas, de modo geral, interpretam e aplicam este texto da seguinte maneira:
- Classe numerosa : a IASD
- Tempestade : Guerra de 1914
- Antigos irmãos : os reformistas

Mas basta dar uma lida atenta no contexto da passagem, e veremos que ele não está se referindo à guerra de 1914 como sendo a “tempestade”. O tema é o decreto dominical... e isto é óbvio com a leitura do contexto.
Ao se analisar a passagem de uma maneira integral, sem “pescaria”, chegaremos à única conclusão possível:
- Classe numerosa : Adventistas infiéis, que abandonaram o sábado
- Tempestade : decreto dominical
- Antigos irmãos : Adventistas fiéis, que não aceitaram o domingo 

Esta é a ÚNICA aplicação correta para o texto, e qualquer pessoa com o mínimo de sinceridade perceberá isso.
Ellen White foi enfática em reprovar estas más interpretações de seus Testemunhos...
Tendes tirado também de sua conexão porções dos testemunhos que o Senhor tem dado para benefício de Seu povo, e as aplicaste mal para sustentar vossas teorias errôneas - tomando emprestado ou roubando a luz do céu para ensinar aquilo com que os Testemunhos não se harmonizam, e que sempre têm condenado” - Mensagens Escolhidas 2, p.83. 

Alguns há que apanham da Palavra de Deus e também dos Testemunhos parágrafos ou sentenças destacados que podem ser interpretados de maneira a se ajustarem às suas ideias, e nelas se detêm, e encastelam-se em suas próprias posições, quando Deus não os está dirigindo. Aí está o vosso perigo. Tomais passagens dos testemunhos que falam do fim do tempo da graça, da sacudidura do povo de Deus, e falais da saída dentre esse povo de um outro povo mais puro, santo, que surgirá. Orá, tudo isso agrada ao inimigo” - Mensagens Escolhidas 1, p.179. 

Não há o que comentar mais. A verdade está a mostra que a Reforma nasceu equivocada e assim continuará até o fim.

Fonte: Artigo tirado de uma comunidade do extinto orkut

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Ao fazer seu comentário lembre-se de falar sobre o tema da postagem e não coloque endereços de outros sites e blogs. Não publico comentários que não estejam de acordo com as regras.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...