domingo, 27 de maio de 2012

Uma Breve História dos Adventistas do Sétimo Dia Movimento de Reforma

Abaixo, carta de Branko Cholich, datada de Junho de 1968, completa.

B. Cholich

Quando a Primeira Guerra Mundial começou na Europa, em 1914, a Igreja dos Adventistas do Sétimo Dia estava em dúvida quanto a fazer parte da guerra ou serem perseguidos. Muitos membros perguntavam a seus ministros o que fazer nessa situação, pois eram convocados para servir o exército. Na maioria dos casos, a resposta era: “Vamos perguntar aos nossos líderes o que devemos fazer”,
mas as Forças Armadas não esperaram uma resposta da Igreja dos Adventistas do Sétimo Dia, e convidaram para servir na guerra todas as pessoas das quais precisavam na época. Então, muitos membros da Igreja Adventista do Sétimo Dia se encontraram em campos de batalha. Em 1916, os Adventistas do Sétimo Dia realizaram uma conferência regional na Europa. Na conferência, foi decidido que todos os membros poderiam fazer parte da guerra, de acordo com as leis de seus países. Isso foi particularmente importante para os membros da Alemanha e da Áustria-Hungria.

Como resultado dessa resolução, muitos membros europeus perderam a confiança em seus líderes da igreja. Mas, ao mesmo tempo, poucos ministros rejeitaram a resolução. O irmão Otto Welp, ministro dos Adventistas do Sétimo Dia na Alemanha, foi o fundador do movimento que trabalhava separado dos Adventistas do Sétimo Dia na Alemanha. Tal movimento foi organizado em 1916 e recebeu o nome de Sociedade Missionária Internacional dos Adventistas do Sétimo Dia Movimento de Reforma. Depois daquela época, a notícia da queda da Igreja Adventista do Sétimo Dia e da existência do Movimento de Reforma se espalhou pela Europa. Meus pais decidiram fazer parte desse movimento. Eles estavam vivendo na parte da Iugoslávia que estava sob ocupação do Império Austro-Húngaro.

Era impossível promover uma conferência para todos os países da Europa naquela época, mas depois da guerra os líderes do Movimento de Reforma visitaram muitos dos membros de outros países. Portanto, a primeira conferência do Movimento de Reforma na Iugoslávia aconteceu na casa dos meus pais, em Janeiro de 1921.

Muitos irmãos da România juntaram-se a nós no Movimento de Reforma, e dentre eles estava o jovem irmão D. Nicolici.

Em 1925, aconteceu a primeira Conferência Geral em sessão desse movimento, e os princípios de fé foram adotados naquela época, os quais todos os membros do Movimento de Reforma obedecem até o presente momento. Esse movimento foi registrado na Alemanha sob o nome “Sociedade Missionária Internacional dos Adventistas do Sétimo Dia Movimento de Reforma”. O registro foi feito em 1926.

No entanto, o nome oficial, adotado na primeira sessão da Conferência Geral de 1925, foi “Igreja Adventista do Sétimo Dia Movimento de Reforma”. Ao mesmo tempo, a parte adicional do nome, “Sociedade Missionária Internacional”, era usada na Alemanha, nos Estados Unidos e em outros países. A Conferência Geral foi registrada com esse nome, como consta acima. Eu possuo uma cópia desses documentos.

A sessão da Conferência Geral que aconteceu na Hungria em 1934 trouxe algumas mudanças para a nossa igreja. Até aquele momento, o presidente da Conferência Geral era o irmão Otto Welp. Na sessão de 1914, o irmão D. Nilolici acusou o irmão O. Welp de não ser capaz de liderar nosso movimento.

Ele afirmou que o irmão Welp não tinha bons planos para o trabalho, e que outro irmão deveria assumir tal responsabilidade. Evidentemente, o irmão D. Nicolici queria se tornar presidente da nossa igreja. No entanto, a delegação elegeu o irmão Maas para tal posição. Desde aquele tempo, algumas dificuldades surgiram entre os líderes da igreja, pois o genro do irmão O. Welp, irmão Doerschler, que era presidente da Conferência da União Americana do mesmo movimento, não estava satisfeito com essa resolução injusta da sessão da Conferência Geral da Hungria em 1934, pois sabia que o irmão Maas havia cometido um pecado que o impedia de ocupar um cargo tão alto em nosso movimento. Mas outros defensores do irmão Maas, especialmente o irmão D. Nicolici, não quiseram ouvir tais críticas contra o irmão Maas. Pouco tempo depois Hitler assumiu o poder, e muitos dos nossos irmãos fugiram da Alemanha. Dentre eles, estava Maas. Ele estava visitando outros países ao redor do mundo, mas no começo da guerra ele estava na Holanda, e morreu durante o tempo da guerra, confessando que havia transgredido o Sétimo Mandamento. Nossa igreja foi duramente perseguida por Hitler.

Em 1938, o irmão Nicolici foi enviado como missionário para a Austrália. Seus documentos, com os quais entrou no país, foram feitos no nome da Sociedade Missionária Internacional dos Adventistas do Sétimo Dia Movimento de Reforma. Ele possui tais documentos até o dia de hoje.

Durante a Segunda Guerra Mundial, era impossível realizar sessões da Conferência Geral, e a primeira sessão pós-guerra foi feita em 1948. Nessa conferência, o irmão D. Nicolici, mais uma vez, quis predominar a situação no movimento. Mas, quando ele não conseguiu fazer o que queria, pediu perdão por suas ações e seus irmãos o perdoaram, e o elegeram Secretário da Conferência Geral.

A delegação decidiu mudar a sede da Conferência Geral da Europa para os Estados Unidos.

A constituição da igreja foi preparada para este registro, mas o irmão D. Nicolici falsificou-a, adicionando uma parte de votos por procuração. Votos por procuração nunca foram adotados em nossa igreja, mas essa foi a ideia do irmão D. Nicolici. O irmão Kozel, que era presidente da Conferência Geral naquela época, assinou a Constituição confiando no irmão D. Nicolici. O irmão Kozel não conhecia o idioma inglês, e acreditou que o irmão D. Nicolici sem saber exatamente o que estava escrito nela, autorizando, assim, o voto por procuração.

Do ano de 1948 a 1951, o irmão Nicolici estava trabalhando nos Estados Unidos, e durante todo o tempo teve dificuldades com o irmão Doerscher, pois o irmão Nicolici o excluiu do Movimento de Reforma. Doerschler era presidente da Conferência da União Americana, tinha mais de 200 membros,  e não se importava com os atos do irmão Nicolici. No entanto, Nicolici não tinha nem sete membros em 1949, quando precisou desses membros para o registro da igreja em Sacramento. De acordo com a lei norte-americana, ele precisava de sete membros. Portanto, ele pediu a uma senhora, que nem ao menos era adventista, para que assinasse o papel do registro da igreja com outros seis membros da igreja. Dessa forma, o irmão Nicolici começou o trabalho nos Estados Unidos.

Para a conferência de 1951, o irmão Nicolici preparou um plano em que ele pudesse votar no lugar de 24 delegados, pois eles não puderam comparecer à sessão. Isso aconteceu na Conferência da União Romena, na Conferência da União Búlgara, na Conferência da União Iugoslava e em outras pela Europa. No que tal plano foi permitido, não houve dúvidas a respeito de quem seria o vencedor da sessão. Quando o irmão Nicolici teve certeza de que o voto por procuração não poderia ser usado naquela época, ele começou do início da conferência a trabalhar contra alguns delegados, para eliminar das sessões aqueles em quem não confiava. Mais uma vez, ele veio à Conferência para se tornar presidente da Conferência Geral, e somente essa razão pode ter causado a separação do Movimento de Reforma. Quando o irmão Nicolici e seus defensores viram que não havia esperança de derrubar a conferência, deixaram a sessão, e organizaram uma Conferência Geral separada, mas sob o nome “Adventista do Sétimo Dia Movimento de Reforma”. Depois da separação, D. Nicolici enviou um telegrama da Holanda para o irmão Calif, em Sacramento, nos Estados Unidos, para que todo o dinheiro depositado no nome da nossa igreja fosse guardado para ele e sua organização. O irmão Kozel, como presidente da Conferência Geral, também organizada na Holanda, fez o mesmo pedido ao banco. O Banco da América bloqueou todo o dinheiro até que a corte decidisse a quem ele pertencia; logicamente, ambos os lados estavam envolvidos no julgamento. Em 1952, antes da primeira audiência, o irmão Kozel firmou compromisso com o irmão Nicolici, em que parte do dinheiro do banco deveria ser dada à Conferência Geral de Kozel e à casa, que pertencia à Conferência Geral. Parte será dada ao irmão Nicolici, que já estava vivendo na casa. Foi muito mais difícil para ambos os lados manter todas as coisas.

Daquele tempo, temos duas Conferências Gerais, com o mesmo nome: Adventista do Sétimo Dia Movimento de Reforma. A diferença é uma parte adicional do nome: Sociedade Internacional Missionária, que foi usada o tempo todo na Alemanha, nos Estados Unidos e em outros países.

A questão não é o nome, mas o porquê de termos duas organizações com o mesmo nome. É muito claro que o irmão D. Nicolici queria ter supremacia em nossa igreja, e essa é a única razão pela qual temos duas Conferências Gerais. 11 delegados se rebelaram contra a organização existente, e estabeleceram uma nova igreja. O que causou confusão para muitos foi o fato de haver duas organizações com o mesmo nome, e o fato de a sede em Sacramento ter sido roubada pelo irmão Nicolici e por seus seguidores. No entanto, para muitos, a confusão foi ainda maior, pois o irmão Nicolici enganou muitas pessoas, dizendo a eles que estava lutando pelos princípios de fé. Depois de tantos anos descobrimos que ele lutava somente pela supremacia.

No mesmo ano, 1958, quando ele estava trabalhando nas Filipinas, estabeleceu uma Conferência de União na Nigéria, África. Ele declarou que temos 2.500 membros naquele país, mas todos eles estavam comendo carne e peixe. Ele também separou como ministro na Nigéria um homem que tinha 13 esposas ao mesmo tempo. Então, percebemos que ele não estava lutando pelo progresso da igreja de Deus, mas por sua própria glória.

Para nós, não importa que nome estejam usando um ou outro lado do Movimento de Reforma, ou onde é a sede de nossa Conferência Geral, mas investigar quem é culpado pela separação da nossa igreja.

No último ano, em conferência no Brasil, os delegados declararam que os 11 delegados foram os culpados pela divisão no Movimento de Reforma, pois deixaram a sessão em 1951 e organizaram uma nova Conferência Geral. Então, uma parte do Movimento de Reforma é ilegal; isso acontece na sede em Sacramento, Califória, Estados Unidos.

Anaheim, Califórnia, EUA

Junho de 1968

Um comentário :

  1. Que confusão! Eles mesmo declaram que seu movimento (IASD-Reforma) é ilegal, vemos claramemte que nunca foi um movimento dirigido pelo Espírito Santo! Cegos pelo posição orgulho,enganaram muitos e continuam enganado! Agora entendo porque acusam seus antigos irmão por trás de uma capa de falácias e dizendo "chega pra lá que sou mais santo" mostrando os erros dos outros! Porque esse foi o espírito de fundação! E para existir como movimento sempre vão ter que continuar, extorquindo os textos, usando a palavra de Deus e os testemunhos fora de contexto, levantando falso testemunho contra o verdadeiro povo de Deus, acusando como satanás.
    Fomos avisados dessas pessoas 👇

    Nada desgosta tanto a Deus como o se empenharem os servos de Satanás em despojar Seu povo de seus direitos. O Senhor não abandonou Seu povo. Satanás lhes aponta os erros cometidos, e procura fazê-los crer que, dessa forma, se separaram a si mesmos de Deus. - IR 64.4

    Podem sim achar defeitos e erros, na igreja, mas com a graça de Cristo muitos vencerão, e não é acusando que vamos achar a graça de Cristo, esse espírito nunca fui de Cristo e claro que é trabalho de satanás.

    Mas aqui está a paciência dos santos, os que guardam os mandamentos de Deus e tem o testemunho de Jesus!
    Não acusamos ninguém, temos paciência e oramos quando nosso irmão erra, não levantamos falso testemunho porque faz parte dos mandamentos de Deus, usamos os testemunhos, tanto nas promessas quanto na correção, até porque Deus mandou as correções para nós!
    Os testemunhos não são para a Reforma, até porque dizem que não fazem isso não fazem aquilo, então e claro que não é para elespeles porque não precisam de correção!
    E também o povo que prega a mensagem dos últimos dias, guarda os mandamentos de Deus, e como eu já disse para eles existirem como organização e continuar existindo em sua santificada rebelião, tiveram e terão que levantar muito falso testemunho!
    Oremos por eles, e por nós!

    ResponderExcluir

Ao fazer seu comentário lembre-se de falar sobre o tema da postagem e não coloque endereços de outros sites e blogs. Não publico comentários que não estejam de acordo com as regras.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...