domingo, 25 de março de 2012

Igreja Adventista do Sétimo Dia Movimento de Reforma publicou folheto com Clínica que não era sua

Segundo algumas fontes que viveram na época desse folheto ele pôde ter sido feito em base que as duas Reformas estariam em negociações para uma futura união entre elas, mas que resultou em nada e o que muito nos intriga é o fato do folheto mesmo assim ter tido grande circulação mesmo depois do fracasso da tentativa de união.

sábado, 24 de março de 2012

Biografia de Daniel Boarim

Daniel de Sá Freire Boarim é Médico pela Universidade Federal do Paraná, Nutricionista pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, especialista em Nutrição Humana pela Universidade Federal de Lavras, professor universitário e conferencista internacional na área de vida saudável. Como escritor, já publicou mais de dez títulos sobre alimentação e qualidade de vida, com mais de um milhão de exemplares vendidos no Brasil e exterior. Atualmente é médico na clínica Oásis em Curitiba e diretor clínico do Lapinha SPA.

sábado, 17 de março de 2012

Capítulo 56 do livro O Lar Adventista


Divórcio

    O Casamento é um Contrato por Toda a Vida

    Na mente juvenil, o casamento se acha revestido de um romance, e difícil é despojá-lo desse aspecto com que a imaginação o envolve, e impressionar o espírito com o senso das pesadas responsabilidades compreendidas nos votos matrimoniais. Esses votos ligam os destinos de duas pessoas com laços que coisa alguma senão a mão da morte deve desatar. Testemunhos Seletos, vol. 1, pág. 576.

    Cada compromisso matrimonial deve ser cuidadosamente considerado, pois o casamento é um passo que se dá por toda a vida. Tanto o homem como a mulher devem considerar cuidadosamente se podem viver um ao lado do outro através de todas as vicissitudes da vida enquanto ambos viverem. Carta 17, 1896.

sexta-feira, 16 de março de 2012

Fracasso do Segundo Casamento de Walter



À Segunda Sra. C. 16 de abril de 1907. Querida irmã C: Recebi sua carta, e em resposta direi: Não aconselho o seu retorno a Walter C, a menos que veja nele decidida mudança. O Senhor não Se agrada das idéias que ele tem tido quanto ao que é devido a uma esposa. Em certa oportunidade falei muito claramente a Walter no tocante à sua responsabilidade para com a esposa. Vejo com muita clareza que seria um erro você tornar a unir-se a ele, uma vez que seu amor por ele se extinguiu. Ele não poderá torná-la feliz, a menos que suas idéias mudem.

Admoestação à Segunda Sogra de Walter


Querida irmã: Vejo, no que respeita ao casamento de sua filha com Walter C, o motivo de sua aflição. Esse casamento, porém, teve lugar com seu consentimento, e sua filha sabendo tudo que a ele dizia respeito, aceitou-o como esposo, e agora não posso ver nenhuma ra­zão por que você se preocupa com a questão. Sua filha ama a Walter C, e pode ser que esse casamento esteja no desígnio de Deus para que tanto Walter como sua filha tenham mais preciosa experiência cristã, e sejam edificados nos pontos em que são deficientes. Sua filha se comprometeu com Walter C em casamento, e romper os votos
matrimoniais estaria longe de ser justo. Ela não pode agora anular suas obrigações para com ele.

Conselhos a Walter e Laura


A Natureza Vinculadora do Voto Matrimonial. 9 de janeiro de 1888. Tive uma entrevista com o irmão C. Solicitou-me encarecidamente que o acompanhasse a St. Helena a fim de entrevistar-me com sua esposa. ...


11 de janeiro de 1888. Tive uma longa conversa com a irmã C, mostrando-lhe que se encontra sob a obrigação do voto matrimonial e este não libera de seus reclamos qualquer das partes envolvidas, ex­ceto em caso de adultério, ou violação do leito conjugal. Nossa pa­lestra sobre o assunto foi muito proveitosa. - Manuscrito 22, 1888.

Ellen White e o caso de Estêvão Belden

Esse texto se encontra no livro "Testemunhos sobre conduta sexual, adultério, e divórcio" de Ellen White e conta o caso de seu cunhado que se casou novamente sem ter se divorciado.

Estêvão Belden

[Declaração de W. C. White: “A irmã White não concordava com aqueles que defendiam o ponto de vista de que uma pessoa que se separasse da companhia de outra, contra a orientação bíblica, e casasse outra vez, deveria romper este segundo casamento para que pudesse ser aceita ou mantida como membro da Igreja Adventista do Sétimo Dia.

Ellen White e o caso de William E

Aqui está todas as cartas e decisões tomadas pela igreja adventista e Ellen White sobre o caso de um ex-pastor adúltero que foi aceito novamente na igreja e casado com a terceira mulher com quem se envolveu.

Esse texto se encontra no livro "Testemunhos sobre conduta sexual, adultério, e divórcio" de Ellen White, publicado pela Casa publicadora brasileira. E infelizmente não tem no cd room de EGW e nem no site Ellen White Books, mas somente nesse livro, por isso o digitalizei para os interessados em se
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...